terça-feira, 16 de junho de 2009

Encontrei essa crônica no Fórum Espírita, do super espirituoso Rui Morgado. O que ele escreve é sempre garantia de deliciosas risadas e reflexões. ;)


Morri congelada!

Ai que horror!!! Deve ter sido horrível! Como é morrer congelada?

Bem, no começo é muito ruim: primeiro são os arrepios, depois as dores dos dedos, das mãos e dos pés... Tudo congelando...

Mas, depois veio um sono muito forte e eu perdi a consciência.

E você como morreu?

Eu??? Morri de ataque cardíaco. Eu estava desconfiada que meu marido estava me traindo...

Então, um dia cheguei em casa mais cedo, corri até o quarto e ele estava na cama, calmamente assistindo TV.

Ainda desconfiada, corri até o porão para ver se encontrava alguma mulher escondida, mas não encontrei ninguém.

Depois, corri até o segundo andar, mas também não vi ninguém.

Então, subi até o sótão e, ao subir as escadas, esbaforida, tive um ataque cardíaco e caí morta.

Puxa, que pena... Se você tivesse procurado no freezer, nós duas ainda estaríamos vivas!!!

2 comentários:

Postar um comentário

Nós sempre precisamos de amigos.
Gente que seja capaz de nos indicar direções, despertar o que temos de melhor e ajudar a retirar os excessos que nos tornam pesados.
É bom ter amigos.
Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos.

Seja sempre bem vindo, amigo(a).