terça-feira, 3 de novembro de 2009

VIAGEM ESPIRITUAL


Pensas que o teu espírito é algo distante, tão especial e puro que não podes misturá-lo com os teus assuntos terrenos. Realmente acabas por afastar-te dele e inclusivamente esquecê-lo. De repente, um dia acordas vazio, já não podes continuar a caminhar cego, coxo e manco.


Decides depois ír à procura da tua outra parte ainda desconhecida, embarcando na nave espacial mais bonita que possas imaginar, já que a viagem te levará muito longe, talvez às estrelas, talvez a uma paisagem desconhecida.

Convido-te a fazer esta viagem. Vai à procura do teu espírito, da tua essência mais pura, para que esta te encha de Luz, compreendendo que sem esta ligação não podes seguir em frente.

Pede à tua alma que te encha de amor e de paz, que te encha de energia suficiente para sentires a tua companhia e nunca te separares dela.

À noite sente o seu contato enquanto meditas, respira com ele, viaja até onde te leve, deixa-o decidir o itinerário e verás maravilhas que não estão incluídas nos roteiros turísticos. Vive-o a fundo e dorme em paz enquanto o teu corpo físico e espiritual viaja entre estrelas e luzes coloridas.

Este é um poema de Cecília Vilares e como um lindo poema deve ser entendido. Ele sugere um doce encontro conosco mesmo. Então, vamos tentar?

2 comentários:

Postar um comentário

Nós sempre precisamos de amigos.
Gente que seja capaz de nos indicar direções, despertar o que temos de melhor e ajudar a retirar os excessos que nos tornam pesados.
É bom ter amigos.
Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos.

Seja sempre bem vindo, amigo(a).