terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

CARNAVAL: UMA BRINCADEIRA SÉRIA

Há quem diga que um dos maiores pecados do mundo é diminuir a alegria dos outros. Isto acontece principalmente no Carnaval quando várias criaturas aproveitam a festa para despejar em quem está por perto todas as frustrações acumuladas durante o ano, cometendo assim verdadeiras loucuras e estragando o divertimento de muita gente.

A música e a dança são expressões culturais de grande valor na promoção do progresso espiritual do homem,mas não da forma desvirtuada com que são apresentadas nos três dias dedicados ao 'momo'. O Carnaval, enquanto festa popular, poderia ser um acontecimento cultural aceitável se não fossem os excessos cometidos em nome da alegria. Mas a violência e o uso de bebidas alcoólicas e de drogas, somados a exacerbação da sensualidade, criam um ambiente desfavorável para quem, de fato, quer se divertir.

Ser alegre é estar de bem com a vida. Agora, quando se pretende alcançar essa alegria através do prazer desregrado e dos excessos de toda ordem, o resultado é a insatisfação íntima, o vazio interior provocado pelo desequilíbrio moral e espiritual da criatura humana.

O pior é que nos dias de Carnaval, muitas pessoas, atraindo por sua própria conduta desregrada a companhia de espíritos obsessores, acabam praticando atos de tristes e lamentáveis conseqüências. Esses fatos podem ser verificados nos registros de ocorrências policiais e dos hospitais de todo o país durante os festejos.

Infelizmente, constatamos grande número de agressões e desastres de toda natureza, suicídios, homicídios, etc.
Em razão dos excessos, inúmeras vidas são exterminadas violentamente, lares são destruídos e outros tantos males físicos e morais ocorrem, atingindo o homem no que ele tem de mais sagrado: o respeito a si mesmo, à dignidade e à própria vida.[...]

Gerson Simões
Vice-presidente da Fundação Cristã-Espírita Cultural Paulo de Tarso operadora da Rádio Rio de Janeiro (1400 KHz AM).

10 comentários:

Postar um comentário

Nós sempre precisamos de amigos.
Gente que seja capaz de nos indicar direções, despertar o que temos de melhor e ajudar a retirar os excessos que nos tornam pesados.
É bom ter amigos.
Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos.

Seja sempre bem vindo, amigo(a).